Expresso News

[expresso-news] [twocolumns]

Colunistas

[colunistas][bleft]

Entrevistas

[entrevistas] [twocolumns]

Economia

[economia] [bsummary]

Para primeiro-ministro da Hungria, imigrantes não são refugiados, mas sim invasores

Em entrevista ao jornal alemão Bild, o primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orban, chamou a crise dos imigrantes de uma invasão.

Ele disse: "Não consideramos essas pessoas como refugiados muçulmanos, nós os consideramos invasores muçulmanos".

"É preciso cruzar quatro países para chegar da Síria até a Hungria", disse Orban. "Essas pessoas não deixam seus lares por suas vidas, mas procuram uma vida melhor. Os refugiados deveriam ter solicitado a admissão com antecedência, mas, em vez disso, eles vêm violando a fronteira ilegalmente”.

Ele mencionou que ele nunca entendeu como em um país como a Alemanha o caos e o cruzamento ilegal de fronteiras podem ser celebrados como algo bom.

O primeiro-ministro húngaro rejeitou a ideia de que seu país deveria aceitar pessoas de países com maioria muçulmana. "Nós acreditamos que um grande número de muçulmanos inevitavelmente leva a sociedades paralelas, porque a sociedade cristã e muçulmana nunca se unirá", disse ele.

A informação é do Voice of Europe.

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

http://www.ocongressista.com.br/