Expresso News

[expresso-news] [twocolumns]

Colunistas

[colunistas][bleft]

Entrevistas

[entrevistas] [twocolumns]

Economia

[economia] [bsummary]

Governo irá cobrir calote ao BNDES de Venezuela e Moçambique

Resultado de imagem para lula e dilma e maduro

O Tesouro Nacional começou a cobrir calotes sofridos pelo BNDES nos últimos anos por financiar obras no exterior. As empreiteiras investigadas na Lava Jato estavam envolvidas nelas.

No dia 15 de dezembro, o governo liberou R$ 124 milhões para ressarcir o banco por não receber, até agora, 224 milhões de dólares (fora encargos) de um financiamento feito a Moçambique.

Acredita-se que o próximo será a Venezuela. O governo deverá declarar um calote de 262 milhões de dólares do mês de setembro. As negociações para o pagamento foram atrapalhadas por causa da recente crise entre os dois países.

Esse tende-se a ser uma série de pagamentos que recairão sobre os brasileiros, já que apenas com o caso de Moçambique o valor chegará a 1,5 bilhão de dólares.

Os empréstimos foram feitos durante os governos dos ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff.

Desde 2002, Moçambique recebeu 0,48 bilhão de dólares, a Venezuela 1,5 bilhão de dólares e a Angola 1,97 bilhão de dólares em financiamento via BNDES.

A informação é da Folha de São Paulo

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

http://www.ocongressista.com.br/