Expresso News

[expresso-news] [twocolumns]

Colunistas

[colunistas][bleft]

Entrevistas

[entrevistas] [twocolumns]

Economia

[economia] [bsummary]

Estado Islâmico perdeu 98% de seu território

Resultado de imagem para estado islamico

O Estado Islâmico, em 2017, perdeu cerca de 98% do território que conquistara em seu ápice.  Também neste ano, metade dos dos membros do grupo foram capturados, de acordo com autoridades militares dos Estados Unidos.

Após o governo norte-americano anunciar a perda de territórios do grupo terrorista, alguns atribuíram o feito a administração Trump. O tenente-general da Força Aérea aposentado, David Deptula, o ex-chefe da inteligência da Força Aérea dos EUA, criticou o governo Obama por algumas decisões "onerosas". "As limitações que foram colocadas na verdade resultaram em maiores vítimas civis", disse Deptula.

Já o diretor sênior de contra-terrorismo do Conselho de Segurança Nacional do ex-presidente Obama rejeitou quaisquer criticas a administração anterior. "Esta foi uma prioridade máxima desde os primeiros dias do Estado Islâmicos, adquirindo o tipo de abrigo seguro territorial em particular, reconheceu-se que os refúgios seguros para grupos terroristas podem significar tramas terroristas que se estendem - não apenas na região -, mas para a Europa e concebivelmente Estados Unidos "

A inteligência dos EUA falou que após um pico de quase 45 mil combatentes na Síria e no Iraque, o grupo terrorista tem agora menos de mil integrantes nessa faixa territorial.

Após ataque de norte-americanos e de parceiros, cerca de 70 mil jihadistas morreram e outros milhares voltaram para casa.

A informação é da Fox News

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

http://www.ocongressista.com.br/