Expresso News

[expresso-news] [twocolumns]

Colunistas

[colunistas][bleft]

Entrevistas

[entrevistas] [twocolumns]

Economia

[economia] [bsummary]

Disforia de gênero aumenta as chances de problemas psicológicos

Reunião dos soldados transexuais (Justin Sullivan / Getty)

Um estudo da Universidade da Califórnia mostrou que 17% dos jovens com disforia de gênero estariam com problemas psicológicos graves, enquanto somente 7% dos que aceitam seu sexo de nascimento tem o mesmo problema. A pesquisa foi feita com 1594 adolescentes da Califórnia com idade de 12 a 17 anos.

O American College of Pediatricians afirmou que jovens confusos entre seu gênero e sexo biológico sofrem da disforia de gênero.

"A crença de uma pessoa de que ele ou ela é algo que não é, é na melhor das hipóteses, um sinal de pensamento confuso. Quando um menino biológico saudável acredita que ele é uma menina ou uma menina biológica saudável  acredita que ela é um menino, existe um problema psicológico objetivo que reside na mente, não no corpo, e deve ser tratado como tal. Essas crianças sofrem de disforia de gênero. A disforia de gênero (GD), anteriormente listada como Transtorno de Identidade de Gênero (GID), é uma desordem mental reconhecida na edição mais recente do Manual de Diagnóstico e Estatística da American Psychiatric Association (DSM-V)"

O estudo da Universidade da Califórnia não encontrou diferenças significativas nas taxas de tendências suicidas entre os jovens com disforia de gênero e os que não têm.

Por causa do medo do suicídio, muitos pais, desesperados, autorizam intervenções hormonais e cirurgias de mudança de sexo. Os defensores da intervenção cirúrgica alegam a necessidade justamente para impedir que jovens tirem sua vida, embora estudos mostrem o contrário.

A informação é do Breitbart 

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

http://www.ocongressista.com.br/