Expresso News

[expresso-news] [twocolumns]

Colunistas

[colunistas][bleft]

Entrevistas

[entrevistas] [twocolumns]

Economia

[economia] [bsummary]

Conservadores ficam bem fortes em Honduras após eleições


Por Marcelo Cabral

Alguns leitores me pediram um descritivo mais aprofundado sobre as eleições presidenciais de Honduras, que consagraram o Partido Nacional (direita conservadora) no país durante todo o escrutínio. Vejamos como ficou o panorama:

A) De um total de 128 deputados que compõem o parlamento hondurenho, o Partido Nacional (direita conservadora) obteve 47,66%, ou seja, 61 deputados, contra minguados 23,44% do Partido Liberdade e Refundação (extrema esquerda), com 30 deputados, e 20,31% do Partido Liberal, com 26.

B) Quanto à votação para presidente, o centenário Partido Nacional se reelegeu, através do advogado Juan Orlando Hernández, com 42,95%, ou seja, 1.410.888 votos, contra 41,42% da esquerda chavista, ou seja, 1.360.442 votos. Já o Partido Liberal obteve 14,74%, ou seja, 484.187 votos.

C) De um total de 298 prefeituras em todo o país, o Partido Nacional conquistou 173. Já o Partido Liberdade e Refundação, de extrema-esquerda, obteve irrisórias 31 prefeituras, e o Partido Liberal, 89.

Como vocês podem notar, o Partido Nacional consolida seu favoritismo entre a sociedade hondurenha. O país vem melhorando no combate à criminalidade e no desmantelamento de gangues. O PIB terá este ano um razoável crescimento de 3%, além de incentivos para modernizar o setor de serviços.

Confira o site do TSE hondurenho com o resultado das eleições.

O Congressista precisa de sua ajuda. Nos faça uma doação através de nosso apoia.se

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

http://www.ocongressista.com.br/