Expresso News

[expresso-news] [twocolumns]

Colunistas

[colunistas][bleft]

Entrevistas

[entrevistas] [twocolumns]

Economia

[economia] [bsummary]

Caso do cunhado de Ana Hickmann expõe corrupção da lei e inversão de valores no Brasil







Gustavo Correia, o cunhado da Ana Hickmann foi interrogado nessa segunda feira sobre o caso em que matou um agressor que ameaçou a vida da apresentadora em legítima defesa. Ele foi denunciado pelo ministério público por homicídio doloso. O promotor vai pedir pena de 6 a 20 anos de prisão para Gustavo por  ''excesso de legítima defesa''.

Só de um caso como esse ter sido levado a justiça já mostra que há muita coisa errada no Brasil, tanto em seu código penal quanto no poder judiciário.

A lei serve para defender os direitos naturais dos indivíduos, que são vida, liberdade e propriedade e quando a lei entra em confronto com a defesa dos direitos naturais ela se desvirtua de seu propósito original. Como diria Bastiat em seu clássico ''A lei'', o Estado moderno tem corrompido o significado da lei e a tem colocado a serviço da espoliação e violação dos direitos naturais, e isso pode gerar tanto um Estado totalitário como houve em regimes fascistas e socialistas, como gerar injustiças como essa presenciada pelo Brasil.

Ao inibir o direito à legítima defesa, tanto pelo estatuto do desarmamento quanto pelo simples fato de prender um indivíduo que se defende e defende terceiros que ameaçam sua integridade física, a lei está totalmente corrompida e imoral, ela está defendendo o agressor e punindo a vítima. O direito à legítima defesa é um direito humano, pois todo ser humano deve se defender  dos agressores que ameacem sua vida, liberdade e propriedade. Quando um agressor fere um dos direitos da vítima, ele está cometendo um crime e deve ser julgado por isso. Quando uma pessoa se defende ela está nada mais nada menos do que preservando seus direitos, isso é óbvio para qualquer sociedade civilizada, mas não parece ser óbvio para a classe jurídica e política no Brasil.

A inversão de valores é absurda. Agora no Natal ocorrerá indulto pra os presos, permitindo que criminosos perigosos saiam da cadeia e coloquem a sociedade em risco, como aconteceu diversas vezes assassinatos brutais de bandidos que utilizam esses indultos para cometer crimes. Ao mesmo tempo há impunidade para crimes hediondos, políticos corruptos disputam eleições e não acontece nada, Renan Calheiros descumpre ordem judicial e não se afasta de seu cargo e nada acontece, enquanto o cidadão de bem que quer apenas ter sua integridade física respeitada pode ir para a cadeia injustamente.

Casos como esses mostram que as leis brasileiras são coniventes com criminosos, por isso não é de se espantar a imensa crise moral e inversão de valores do nosso país, que infelizmente há 60 mil assassinatos por ano e os criminosos saem impunes, há o maior esquema de corrupção do mundo e ainda se cogita pré candidatos à presidência com ficha suja como Lula, Alckmin e etc disputarem eleições.

Para reverter esse cenário caótico o Brasil necessita de uma imensa reforma, tanto política, quanto no judiciário e uma profunda mudança no panorama cultural e moral.

O Congressista precisa de sua ajuda. Nos faça uma doação através de nosso apoia.se

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

http://www.ocongressista.com.br/