Expresso News

[expresso-news] [twocolumns]

Colunistas

[colunistas][bleft]

Entrevistas

[entrevistas] [twocolumns]

Economia

[economia] [bsummary]

Berlim irá ter uma “zona segura” para mulheres no Réveillon por causa de imigrantes.



As mulheres que celebrarem o Ano Novo em Berlim irão ter acesso a uma "zona segura", criada pelos organizadores da festa na capital alemã.

A nova medida de segurança é uma resposta ao número crescente de agressões sexuais cometidas por imigrantes, principalmente no Réveillon, como na cidade Colônia em 2016. 

Este ano, as autoridades proibiram bebidas alcoólicas e grandes sacolas no famoso portão de Brandenburgo. A polícia de Berlim também emitiu recomendações de que aqueles que participarem do evento não deveriam trazer objetos de valor ou até mesmo pouco dinheiro e "evitar pessoas e grupos agressivos".

A Alemanha, sob a liderança da chanceler Angela Merkel, aceitou um número recorde de imigrantes do Oriente Médio e da África do Norte em 2015. Desde a decisão do governo, os alemães observam um enorme aumento do crime cometido por estrangeiros.

A informação é do The Daily Caller.

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

http://www.ocongressista.com.br/