Expresso News

[expresso-news] [twocolumns]

Colunistas

[colunistas][bleft]

Entrevistas

[entrevistas] [twocolumns]

Economia

[economia] [bsummary]

ISIS emite ameaça direta de morte a Donald Trump



Por Willy Marques

O Estado Islâmico emitiu uma ameaça direta de morte a Donald Trump enquanto ele voava para as Filipinas na última parada da sua turnê pela Ásia. Os terroristas têm feito circular essa imagem (capa) no aplicativo de mensagens criptografadas Telegram – urdindo os combatentes a “aguardarem” e “emboscarem” o 45º presidente dos Estados Unidos. À direita na imagem com o rosto também crivado de balas está Vladimir Putin.

Há anos as forças de segurança das Filipinas têm lutado contra a ameaça dos jihadistas. O grupo terrorista ISIS vem se espalhando pelas Filipinas desde 2013 e as forças filipinas têm lutado desde maio para libertar a cidade de Marawi – na ilha mais ao sul do arquipélago – que foi totalmente conquistada pelo ISIS. A cidade de Marawi foi reduzida a escombros durante combate contra o ISIS. 



O grupo terrorista também vem recrutando mais e mais pessoas, além de estar convocando mais atentados em todo o mundo, haja vista a iminente derrota no Oriente Médio. Os agentes de defesa do Serviço Secreto “Hawkeye Mogul”, como são conhecidos e chamados, estão viajando com Trump para proteger a vida do presidente de qualquer tentativa de assassinato. 

No seu primeiro encontro com Rodrigo Duterte (16º presidente das Filipinas), Trump comemorou com um brinde no jantar da cúpula da ASEAN (Associação de Nações do Sudeste Asiático), em Manilla (capital das Filipinas e a segunda maior cidade do país em número de habitantes). 



Funcionários do exército americano já advertiram sobre a ameaça nas Filipinas e com o coronel Gerado Meneses também alertando: “Esta é uma ameaça crescente”. 

A polícia nacional filipina já identificou o novo comandante do ISIS no país, ele se chama Amin Baco. E está liderando os combatentes remanescentes do ISIS após a batalha de Marawi, ele é descrito pelas autoridades policiais filipinas como um dos “terroristas mais experientes” do mundo. 

O governo das Filipinas acredita que a cidade de Marawi já foi libertada – apesar das pesadas perdas e da devastação em massa por ataques aéreos. Porém os jihadistas da região alertaram que o pior ainda está por vir e eles vêm recrutando mais combatentes em direção às Filipinas, e, não na Síria, conforme pensam alguns “especialistas” que a mídia mainstream informa. 

As ameaças diretas foram emitidas usando um menino americano de nove anos que vivia no Oriente Médio, o garoto disse: “Allah nos prometeu a vitória, prometeu derrotar vocês. Esta batalha não vai acabar em Raqqa ou Mosul. Isso vai acabar em suas terras”. A criança identificada como Yusuf ainda acrescentou: “Vocês acham que vão nos derrotar? Nunca! Permaneceremos até o dia do julgamento”. 

Os EUA fornecem armas às Filipinas desde junho para enfrentar o ISIS.
______________________

Ajude O Congressista através do Apoia.se

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

http://www.ocongressista.com.br/