Expresso News

[expresso-news] [twocolumns]

Colunistas

[colunistas][bleft]

Entrevistas

[entrevistas] [twocolumns]

Economia

[economia] [bsummary]

Opositores denunciam Maduro por proibir candidatura de outros partidos

O presidente da Venezuela, Nicolas Maduro, fala em uma coletiva de imprensa em Caracas, na Venezuela, terça-feira, 22 de agosto de 2017. As autoridades de imigração da Colômbia anunciaram que a promotora-chefe da Venezuela, Luisa Ortega Diaz, está indo para o Brasil.  Ortega disse que Maduro a removeu para parar uma sonda ligando-o e seu círculo íntimo a quase US $ 100 milhões em subornos da construtora brasileira Odebrecht.  (AP Photo / Ariana Cubillos)

Neste último domingo, os venezuelanos foram às urnas escolher os governadores do país, e o partido de Maduro saiu vencedor em 17 dos 23 governos possíveis. Mas a Mesa Redonda da Unidade Democrática (MUD) relatou que candidatos da oposição foram impedidos pelo governo de se candidatarem por razões inexplicáveis, além de ataques físicos e presença de gangues perto dos locais de votação.

Maduro respondeu as críticas assim: "Quando eles perdem, eles choram pela fraude. Quando eles ganham, eles gritam 'Abaixo Maduro'. O chavismo está vivo, nas ruas e está triunfando"

A informação é do Breitbart

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

http://www.ocongressista.com.br/