Expresso News

[expresso-news] [twocolumns]

Colunistas

[colunistas][bleft]

Entrevistas

[entrevistas] [twocolumns]

Economia

[economia] [bsummary]

[OPINIÃO] MST transformará jovens em eleitores esquerdistas em programa de educação do Maranhão


Por Davi Alves

No Maranhão, o governo liderado por Flávio Dino (PCdoB) está ultrapassando os limites da doutrinação imposta em nosso país - é muito pior do que o que o PT fez e continua fazendo nas universidades. Por via de um programa social chamado “Sim, eu posso”, o governo diz que quer alfabetizar a população do interior maranhense. O discurso é até bonitinho, só que o governo não divulga para todos que os professores e os responsáveis por alfabetizar o povo serão do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

Em um momento onde existem discussões como o “Escola sem Partido”, precisamos colocar um foco nesse caso, e analisar duas questões: O MST utilizando o método cubano e paulo-freiriano é o melhor para estar nessa posições de educadores? Ou eles são forças políticas pretendendo formar eleitores e militantes? 

A resposta para o primeiro é não, ambos os métodos já se mostraram serem um fracasso. E sim, acreditamos que tudo isso seja para gerar eleitores e militantes. O MST tem fortes ligações com partidos como PT e PCdoB. O grupo recebeu milhões durante os governos Lula e Dilma e o “movimento” tem grande influencia na esquerda brasileira.

Um governo ceder à educação para um grupo político que faz atos terroristas em todo Brasil é uma coisa bastante alarmante e perigosa. Se isso continuar e começar a ser expandido para outros estados, ou nacionalmente, os resultados não irão ser bons. Ações como essas do MST lembram o Hamas e outros grupos islâmicos que manipulam crianças, jovens e mulheres inocentes para que cometam atos extremistas - nestes casos, os manipulados irão votar no PT, invadir fazendas e queimar ônibus.

Sequestrar a mente de ingênuos é o que eles fazem. As informações mostram que são mais de 18 mil pessoas que estão sendo “educadas” por membros desse grupo no Maranhão, todas elas pessoas humildes e provavelmente eleitores do PT e da esquerda no próximo ano. 

Ninguém ama Lula, ninguém gosta do PT, é a maquina de doutrinação criada por professores de escolas e universidades públicas que faz isso acontecer.  É essa doutrinação que coloca nosso país nos últimos rankings da educação mundial. Os alunos pararam de querer aprender, o importante agora é saber o que são as lutas sociais, distribuição de renda e reforma agrária.

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

http://www.ocongressista.com.br/