Expresso News

[expresso-news] [twocolumns]

Colunistas

[colunistas][bleft]

Entrevistas

[entrevistas] [twocolumns]

Economia

[economia] [bsummary]

[CRÔNICA] "Temerismo" está se transformando em uma nova forma de "Malufismo"


Por Henrique S. R. Silva

Paulo Maluf é muito famoso pelo codinome "rouba mas faz", bradado pelos seus eleitores quando era prefeito de São Paulo, em alusão à várias obras de infraestrutura que ele fez na cidade, apesar de estar envolvido em vários escândalos de corrupção.

Nem é preciso dizer que isso é um absurdo, pois quando um político "faz alguma coisa", não fez mais do que sua obrigação, pois é pago para isso, enquanto que corrupção é algo inaceitável. Porém, muitos pseudo-direitistas como Eric Balbinus do MBL, Rodrigo Constantino etc caem no mesmo discurso, apenas com embalagem diferente. Na vergonhosa votação de ontem pelo arquivamento da denuncia contra Michel Temer, essas figuras utilizavam do mais baixo nível para defender o corrupto.

Eu entendo que na situação atual, haja muito medo e receio de mais uma troca de presidentes faltando apenas um ano para as eleições. Também entendo o medo do discurso do PT, que quer se aproveitar de uma possível queda de Temer. As reformas, tanto a trabalhista quanto a da previdência, são necessárias, mas isso não isenta o fato de que Temer deve sim responder pelos seus crimes. Quando Rodrigo Constantino chama Jair Bolsonaro de "oportunista" por ter votado "não", ele comete um paradoxo, pois quem seria oportunista de fato? seria quem abre mão de seus princípios éticos ou quem se vende para o PMDB?

Não podemos nos esquecer que o PMDB foi base petista por vários anos e ajudou a quadrilha socialista a aparelhar o poder. Que "liberal" ou "conservador" defenderia um presidente que aumentou imposto sobre a gasolina? Esse é o "rouba mas faz"? Que discurso ridículo!

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

http://www.ocongressista.com.br/