Expresso News

[expresso-news] [twocolumns]

Colunistas

[colunistas][bleft]

Entrevistas

[entrevistas] [twocolumns]

Economia

[economia] [bsummary]

[OPINIÃO] Não é possível afirmar que Jesus Cristo era socialista


Por Luiz Henrique Pissinin
Do blog O Destruidor de Mitos

É uma questão realmente interessante, quando convém a esquerda (ou quando a pessoa não sabe o que realmente é o socialismo) os mesmos associam o Cristianismo ao socialismo, mas será mesmo que faz sentido? Para os que acreditam ingenuamente no socialismo ou social-democracia pode fazer algum sentido, por que eles não entendem a essência do socialismo.

"Claro que, em períodos em que o Estado político nasce violentamente ..., quando libertação política é a forma em que os homens se esforçam para conseguir sua libertação, o Estado pode e deve ir tão longe quanto a abolição, e a destruição da religião. Mas ele pode fazer isso só se ele decidir pela abolição da propriedade privada, ao máximo, a tributação progressiva, e assim ir tão longe como a abolição da vida, à guilhotina".
Karl Marx

Nessa ideia torcida de Marx de "liberdade" e "liberação", que sua teoria socialista não permite, ele ainda defende a extinção da religião, no caso a cristã e judaica, que eram seu alvo, inclusive pela guilhotina.

Gramsci fez um ótimo trabalho (do ponto de vista dos esquerdistas) ao inserir o socialismo até mesmo dentro da igreja, mas a essência do socialismo, que pode ser encontrado nos escritos de Karl Marx, Engels, Lenin, entre outros partem da premissa de um Estado Ateu, como era nos regimes comunistas, e disso que surge a confusão intencional do laicismo do estado.

Os nossos amigos esquerdistas querem um estado Ateu, e usam o termo laico como se fosse tal coisa, querem tirar a palavra “Deus seja louvado” das cédulas de real, querem retirar os símbolos cristãos de prédios e universidades, até mesmo das universidades e espaços privados, sob o pretexto da Laicidade do Estado.

No entretenimento (geralmente entre artistas esquerdistas) também vemos muitas piadas agressivas ao cristianismo, uma aparente decadência ou falta de criatividade para fazer humorismo de verdade que em alguns casos pode ser na verdade os três anteriores ou proposital.

Mas qual a razão de tanto ódio ao cristianismo? Em alguns casos pode ser pessoal, pode ser por um certo ativismo ou rancor ateu, e pode ser também pela premissa de seguir a essência do socialismo. O socialismo real segue a ideia (absurda) de Marx de que o Cristianismo e a cultura judaico cristã são a raiz de todos os problemas do mundo, e enxerga todo o modo de vida cristão como um problema.

Não matarás, não cobiçaras a mulher alheia, não roubarás, amar o próximo como a ti mesmo, o casamento monogâmico, as citações de onde povos foram libertos da escravidão, tudo é um problema, pois sob a moral cristã como você faz para perseguir, matar, escravizar e odiar os seus opositores? Como você faz para destruir o conceito de família (união, compreensão, amor)? Como você faz para defender a vitimização e o estilo de vida (se é que pode ser considerado isso) de quem acha que a solução para a vida é sair roubando e matando os outros, até mesmo quando se é um Chico Buarque da vida que não tem vergonha de dizer em rede nacional que roubava carros por diversão?

Como você faz para direcionar o ódio a determinados grupos de pessoas que culpa alguma tem por ter uma opinião divergente ou ter idéias produtivas e capital para executa-las, muitas vezes tendo saído de um estado de pobreza até chegar onde está?

Com a moral cristã você deveria amar o próximo e não odiar. Ao rico fica a tarefa de ser caridoso, não ter amor ao dinheiro. E a todos a de trabalhar para obter o sustento. Não tem como criar um Jesus socialista, por que isso seria muito mais como um Maomé do que como um Jesus. Até por isso a razão de socialistas gostarem tanto do islã, pois ali no corão você pode matar quem não segue sua fé (comparável a fé no socialismo, não ama, morre), Maomé fez guerras, e tudo mais.


O cristianismo é um problema para os socialistas pois ele harmoniza as pessoas, cicatriza as feridas, torna as pessoas melhores e caridosas (ao menos quando tentam realmente mudar), se as pessoas não são melhores não é pelo cristianismo e sim por não se esforçarem para seguir o modo de vida cristão e também por que as pessoas não são perfeitas, não importa a religião que sigam ou deixem de seguir, se tem ou não tem uma religião.

O mundo e as pessoas nunca foram perfeitos. E o mundo é muito melhor hoje do que antigamente, então a problematização e caotização do mundo é a única solução para os socialistas se manterem no poder onde se há liberdade de escolha. Eles destroem as escolas, destroem as igrejas, destroem tudo por onde passam. Jesus se sentava e se inseria no meio de pagãos e o que algumas igrejas chamam de "pessoas do mundo", hoje algumas igrejas, aparentemente deturpadas ou fora da realidade, falam para não se inserir nesses meios, o que certamente não é uma boa estratégia. Não beber NADA (nem moderadamente), enquanto sabemos que em várias passagens Jesus bebia vinho. Talvez a raiz de tantos problemas dentro das igrejas seja justamente o ataque por dentro vindo dos nossos amigos esquerdistas.

Precisamos ser mais racionais e enxergar que cristianismo e socialismo são como água e óleo, não se misturam. O cristianismo vem para tentar curar o homem, o socialismo vem para destruir, criar caos e terror.

Sob o pretexto das ideias socialistas vários Estados se tornaram Ateus como na União Soviética, China Maoista, Camboja, entre vários outros exemplos, que gerariam uma lista extensa. Até mesmo o Nazismo e o Fascismo seguiram, mesmo que de outra corrente), ideias socialistas. E eram esses lugares o paraíso na terra? A história mostra que não, tendo em comum fome e escassez generalizada, uma massiva propaganda de perseguição aos cristãos e judeus (de onde vem as raízes cristãs), criaram até mesmo livros para criar uma conspiração judaica de dominação mundial e tirar a atenção do comunismo e gerar ódio aos judeus, mas tais livros para quem sabe o que é o comunismo parece muito mais uma cartilha disfarçada das ideias dos próprios comunistas internacionalistas, um desses livros tive a oportunidade de ver, que é o Protocolo dos Sábios de Sião, que além de falso é um plagio de outras obras que nada tem haver com a temática do livro, criado por um antissemita alemão e difundido pela Rússia, e o pior de tudo, foi um dos pretextos que Hitler usou para matar os Judeus, além do da raça.

A União soviética inicialmente sob Lenin fez campanhas de perseguição midiática e escolar aos cristãos que tiveram suas vidas dificultadas ou praticamente impossibilitadas, e depois sob Stalin deram um passo além e colocaram em pratica uma campanha de morte aos cristãos, destruíram igrejas ou as confiscaram e as tornaram escolas para doutrinação comunista ou em bibliotecas após a destruição de todas as obras cristãs e judaicas, logicamente.

Mas não parou por aí, ter uma opinião divergente do partidão era razão para sua morte, tanto que o regime, quando não matou de fome por razão de sua ineficiência, matou propositalmente milhões de pessoas de fome em episódios conhecidos como os Kulags (Sibéria) e Holodomor (Ucrânia), onde confiscaram a comida e barraram as fronteiras no caso da Ucrânia, deixando as pessoas com fome até a morte ou deixaram os presos políticos para morrer em uma região praticamente inabitável no caso da Sibéria.

O saldo de mortes das ideias socialistas na União Soviética é estimado em torno de 20 milhões podendo ser mais, número similar ao do Nazismo. E não para por aí, em basicamente todos países que adotaram perto ou na plenitude das ideias socialistas houve a perseguição, prisão, escravização e morte dos opositores e suas famílias, quando não de cristãos.

Em Camboja, Pol Pot e seu partido mataram cerca de 25% da população do país, na China Maoista seguindo os passos de Stalin matou em torno de 50 a 70 milhões de pessoas. O tão citado e amado Che Guevara, muitas vezes equivocadamente comparado com Jesus era uma máquina de matar e de prisões arbitrárias, não poupava nem mesmo crianças cujos país eram considerados “traidores” por divergir do regime, colocava homossexuais para fazer trabalho forçado, além de o “Santo” (do pau oco) ter sido morto por estar tentando fazer as mesmas coisas que fez em Cuba na Bolívia.

Portanto, eu digo que não é possível, é fora de cogitação um Jesus socialista. Pois as supostas intenções de bondade não passam da boca para fora, um mero embuste. Os socialistas são como os Fariseus, lindos por fora, em suas vestes de ouro, mas por dentro são podres e decaídos. Suas mãos não fazem o que suas palavras de supostas boas intenções jogam ao vento para os incautos. No obscuro suas verdadeiras intenções são realmente tenebrosas e impiedosas. Falam em liberdade, mas na verdade não querem dar liberdade de escolha e de pensamento que não seja dentre sua doutrina e doutrinadores. Dizem lutar por educação, mas ocupam escolas e universidades impedindo as pessoas de estudarem, destroem e roubam patrimônio das mesmas escolas e universidades. Os professores socialistas invés de passar o conhecimento preferem transformar a escola em espaço doutrinador. O ministério da educação também não faz muito diferente.

Nossos queridos políticos de maioria da vertente socialista pregam igualdade, mas são mais iguais que os outros e tem salários e mordomias acima da média do trabalhador brasileiro. Roubam descaradamente da população e querem se comparar a cristo. Sinceramente, não tem como engolir essa. Vamos nos informar mais pessoal e cair na realidade.

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

http://www.ocongressista.com.br/