Expresso News

[expresso-news] [twocolumns]

Colunistas

[colunistas][bleft]

Entrevistas

[entrevistas] [twocolumns]

Economia

[economia] [bsummary]

David Reimer: o caso que os defensores da ideologia de gênero não querem que você conheça



Por Pedro Augusto

Geralmente, nos debates promovidos por universidades, canais de televisão etc, sobre a Ideologia de Gênero, todos os defensores deste ponto de vista ignoram histórias de insucesso e que causaram grandes traumas à famílias e indivíduos que em meio  a graves crises resolveram dar ouvidos a especialistas. Um dos casos mais importantes e que estão longe das discussões deste tema, é o caso da família canadense Reimer.

Na final da década de 1960, Ron e Janet Reimer levaram seus dois bebês, Bruce e Brian, com setes meses de vida ao médico por encontrarem dificuldades para urinar.

Sob orientação médica, o casal submeteu os bebês a uma circuncisão. No dia seguinte, eles receberam a notícia de que Bruce se envolvera em um acidente ocorrido durante a cirurgia que queimou seu pênis.

O casal Reimer ficou desesperado até que viram em um programa de televisão o psicólogo John Money, que acreditava que a biologia não determinava se alguém é homem ou mulher, mas sim a forma como cada um é criado, ou seja, que tudo é uma construção social. A filosofa francesa Simone de Beauvoir, autora dos dois volumes de O Segundo Sexo é uma das grandes defensores dessa tese que é predominantes em muitos departamentos nas universidades de humanas brasileiras. Beauvoir chegou a dizer em seu livro que ninguém nascia mulher, tornava-se mulher.


Money então passou a acompanhar a família e instruí-los a criar Bruce como uma menina quando ele tinha um ano e cinco meses de idade. Quatro meses depois, a criança passou pelo processo de castração e teve seu nome mudado para Brenda, com a condição de que "ela" jamais soubesse do fato.

Ron e Janet passaram a levar seus filhos anualmente para Money acompanhar o progresso dos gêmeos.  Na primeira consulta, a mãe afirmou que Brenda/Bruce era muito mais arrumada(o) e não gostava de ficar suja(o), diferente de seu irmão. O psicologo também observou que a(o) menina(o) possuía traços de "menina moleque", com uma energia física abundante, teimosia e alto nível de atividade e figura dominante em um grupo de meninas. A criança também rasgava seus vestidos, repudiava bonecas e cobiçava os carrinhos e armas de seu irmão Brian.

Em 1975, quando a criança tinha nove anos de idade, Money publicou um artigo detalhando informações sobre o caso e de acordo com ele, foi um sucesso total. No entanto, quando Brenda/Bruce chegou à puberdade, passou a ter sentimentos suicidas. A mãe chegou a afirmar: "Eu podia ver que Brenda não era feliz como menina. [...] Ela era muito rebelde. Ela era muito masculina e eu não conseguia convencê-la a fazer nada feminino. Brenda quase não tinha amigos enquanto crescia."



Os pais então resolveram parar as consultas com o doutor John Money, quando aos 12 anos Brenda/Bruce começou a apresentar um quadro depressivo e se recusar a visitar o psicologo. O casal, desesperado, resolveu, um tempo depois, contar a verdade ao filho que decidiu se submeter a uma nova cirurgia de reconstrução do pênis e chegou até a se casar anos depois. 

O pesquisador sexual da Universidade do Havaí, Milton Diamond, que foi o primeiro a documentar o experimento fracassado de Money, chegou a dizer que: "Ele [David] jogou por terra, ao menos em parte, aqueles mitos segundo os quais basta colocar alguém em um quarto azul ou cor de rosa para que se torne menino ou menina".

No ano de 2000, os irmãos finalmente resolveram falar os abusos praticados pelo doutor Money, que tirava fotos nus dos garotos e os forçavam a ter relações sexuais incestuosas. Dois anos depois, Brian morreu de overdose.

Após David passar dos 30 anos, ele entrou em depressão e aos 38 anos se suicidou. A motivação do suicídio e de seu comportamento deprimido, pode estar ligado ao Distúrbio de Desenvolvimento Sexual.

Os experimentos de John Money ficaram provados que eram uma farsa a partir da revelação dos gêmeos. Porém, ele ainda é um grande influenciador e pioneiro na academia na questão de gênero e autor de livros de sucesso como Os papeis sexuais, que são muito importantes dentro da temática.

Por fim, a questão que fica é: por que ninguém expõe casos pioneiros e de insucessos como esses, e que influenciam a literatura de muitas universidades estudantes até hoje?

Para conhecer mais a história de David Reimer você pode ler o livro Sexo Trocado- a História Real do Menino Criado como Menina, no documentário da BBC ou ler aqui e aqui.

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. https://www.portalpadom.com.br/arrependido-mudanca-de-sexo-ajudar-outros/

    ResponderExcluir
  3. http://g1.globo.com/mundo/noticia/2010/11/milionario-britanico-muda-de-sexo-se-arrepende-e-muda-de-sexo-de-novo.html

    ResponderExcluir

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

http://www.ocongressista.com.br/