Expresso News

[expresso-news] [twocolumns]

Colunistas

[colunistas][bleft]

Entrevistas

[entrevistas] [twocolumns]

Economia

[economia] [bsummary]

[OPINIÃO] Crivella deveria cortar por completo financiamento público das escolas de samba


Por Wilson Oliveira

As escolas de samba do RJ estão ameaçando fazer greve em 2018, anulando o desfile do tradicional carnaval carioca, após o prefeito Marcelo Crivella anunciar que irá cortar metade dos R$ 24 milhões da subvenção que a prefeitura oferece tradicionalmente a essas agremiações.

Crivella deveria cortar essa grana por completo. E deveria cortar também do réveillon, das passeatas LGTB's e de toda e qualquer atividade que a prefeitura financia e que só serve para uma parte da população, pelo simples motivo de que esse dinheiro pertence a todos os cariocas, os que gostam e também os que não gostam desses eventos que desviam o trânsito, trazem barulho e, principalmente, são motivos para o poder público arrancar mais dinheiro dos pagadores de impostos.

Eu sou um apreciador dos desfiles das escolas de samba do RJ. Até torço para uma escola: o Salgueiro. Mas conheço diversos cariocas que não gostam do desfile e certamente não gostam de ver seus impostos sendo usados para financiar tal evento. Por isso mesmo eu admiraria muito mais os desfiles se a grana utilizada fosse 100% privada, pois isso significaria que todos os que colocaram o dinheiro no desfile o fizeram porque quiseram.

Trata-se daquela velha história: o governo nunca utilizará o seu dinheiro como você gostaria que o seu dinheiro fosse utilizado. Por isso mesmo é melhor que o governo pegue o mínimo possível da sua renda. É a partir daí que vem a necessidade, não só no Rio de Janeiro, mas em todo Brasil, de diminuirmos o tamanho de influência e o poder do Estado sobre nossas vidas e nossos rendimentos.

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.