Expresso News

[expresso-news] [twocolumns]

Colunistas

[colunistas][bleft]

Entrevistas

[entrevistas] [twocolumns]

Economia

[economia] [bsummary]

[OPINIÃO] Bolsonaro precisa ir para um partido onde tenha liberdade

Por Davi Alves

De acordo com o site O Antagonista, o Partido Social Cristão (PSC) desistiu definitivamente de Jair Bolsonaro, e agora está tentando estabelecer que o candidato da legenda para a eleição de 2018 seja o economista Paulo Rabello de Castro, novo presidente do BNDES. 

Sim, é uma coisa quase inacreditável que o segundo colocado nas pesquisas para presidente esteja perambulando sem partido.  O futuro do “Bolsomito” no momento é incerto. Alguns dizem que ele irá para o PR de Tiririca e Magno Malta, outros afirmam que o destino dele é o PRB e até mesmo há os que falam que ele irá concorrer pelo o PRTB, de Levy Fidélix.

O primeiro citado, PR, é um partido médio e se tem políticos honestos são esses dois que eu falei acima (Tiririca e Magno Malta) e outras poucas exceções. O normal na legenda é ser corrupto. O segundo, PRB, é um partido com fortes ligações com a Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) de Edir Macedo, dispõe de bons deputados como o cantor sertanejo Sérgio Reis, João Campos e Tia Eron, mas carrega junto pessoas como Celso Russomanno e Beto Mansur, ambos delatados pela a Odebrecht. E o último, o PRTB, é um bom partido caso o seu líder Levy Fidélix, o homem do “aparelho excretor”, reconheça que precisa ser totalmente reestruturado e modernizado desde seu pensamento extremamente estatista e até mesmo o nome. Convenhamos, Partido Renovador Trabalhista Brasileiro é bastante arcaico e tirânico.

Em minha visão, existe sim um bom partido em que o Bolsonaro deveria estar. É o minúsculo Partido Republicano Progressista (PRP). Por que falo isso? Talvez seja por ser pequeno. Mas o partido tem um histórico extremamente honesto, não possuindo casos de corrupção em nível nacional ou estadual. 

Outro motivo é pelo fato de o partido mostrar realmente querer Bolsonaro. Isso é evidente desde 2015, quando o presidente da sigla Ovasco Rende ofereceu a legenda ao deputado quando ele estava prestes a sair do PP. Desde então Bolsonaro e o PRP mantém boas relações. Isso foi mostrado no ano passado nas eleições municipais no Rio de Janeiro onde o candidato à vice e único partido a formar aliança com o seu filho Flávio Bolsonaro foi o PRP.

LEIA TAMBÉM

Por ser pequeno e não possuir um líder forte que impossibilite mudanças, acredito que o partido seja mais fácil de ser reformulado que o PR, PRB ou PRTB. Ambos ganhariam com isso, Bolsonaro e o PRP. Quais são as pretensões política de um partido que só tem um deputado federal? Conquistar mais três na próxima eleição e conseguir lotar um taxi? Piadas à parte, caso o Bolsonaro de fato seja candidato, creio eu que mesmo ele não sendo eleito, o partido e ele conseguirão juntos eleger uma boa bancada de deputados federais, e por que não senadores e até mesmo um governador? Como já falamos aqui em O Congressista sobre o Carlos Bolsonaro aparecer em segundo lugar nas pesquisas para o governo do RJ.

Assim sendo, a melhor coisa que o Bolsonaro deve fazer é ir para um partido onde ele tenha total liberdade para poder administrá-lo, sendo o PRP ou inclusive um que não foi mencionado acima, o PSDC, se a multidão que segue o deputado federal continuar o seguindo da mesma forma, com nada mais importando. 

O fundamental é eleger uma bancada de pessoas respeitáveis em um partido respeitável. E como ele mesmo disse alguns dias atrás: “Só serei candidato se vocês continuarem ao meu lado, e detalhe: não estou preocupado com partido, vou até para partido sem um segundo de televisão e um centavo de fundo partidário".

4 comentários:

  1. Deus abencoe nossa nação e ao Mito!

    ResponderExcluir
  2. Acredito que o Bolsonaro está bem longe de ser um bom presidente, ele faz parte da politica velha, para ser presidente deve-se ser honesto, mas não só isso! Ele não tem diálogo com oposição. Ele sabe falar grosso, sabe falar o que os eleitores gostam de ouvir, se diz super honesto e o salvador da pátria, tem fã clube que o defende com unhas e dentes. Isso me lembra dos anos 90, um molusco esquerdopata! Eu prefiro sempre fugir de super heróis, precisamos de renovação inclusive na maneira como vemos política, uma pessoa não pode ficar andando de partido em partido (ainda mais os que misturam politica com religião), o candidato deve escolher um partido segundo suas convicções e valores, não ir em qualquer um que o aceite.
    Precisamos de partidos e pessoas com valores e posições claras, para que possamos cobrar e fiscalizar de maneira clara no futuro.
    O bolsonaro pra mim é só gogó e promessas de que irá fazer, mas não vejo ele falar como, pra mim seu discurso é muito raso.
    Ele é o tipo de político que deve ficar no congresso. Executivo não é lugar pra ele.

    ResponderExcluir
  3. No nosso sistema político de fato precisa-se ter uma boa relação com a oposição para que projetos sejam aprovados. Mas calma lá: basta o Bolsonaro falar para o povo o que ele pretende fazer e o povo decide se pressiona os deputados e senadores a aprovarem ou não.

    ResponderExcluir
  4. Acho q o PTB de Roberto Jefferson seria uma ótima opção. Poderia até mudar o nome.
    O programa eleitoral do partido mostrou q o mesmo ñ tem mais nada de trabalhista e propôs uma agenda bem liberal.

    ResponderExcluir

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.