Expresso News

[expresso-news] [twocolumns]

Colunistas

[colunistas][bleft]

Entrevistas

[entrevistas] [twocolumns]

Economia

[economia] [bsummary]

Em carta, general Paulo Chagas defende voto impresso e critica defensores da urna eletrônica


O general Paulo Chagas, ativista político atuante da direita na internet, publicou uma carta aberta defendendo o voto impresso e criticando aqueles que defendem que o voto continue exclusivo pelas urnas eletrônicas. Paulo Chagas afirmou no documento que o pedido dos Corregedores da Justiça Eleitoral ao deputado Vicente Cândido, do PT, para que seja adiado o voto impresso, previsto para 2018, "é uma forma de debochar do povo brasileiro". O general também chamou de "complexo de vira-latas" uma fala do corregedor-geral eleitoral, Herman Benjamin, de que os estrangeiros estariam festejando o voto eletrônico no Brasil.

Disse o general Paulo Chagas: "Só o fato de que a proposta é da iniciativa do Deputado Jair Bolsonaro, em atenção a uma demanda do povo, descrente do processo eleitoral, e que o boicote partiu do colecionador de bandidos, Ministro Gilmar Mendes, já é mais do que suficiente para que seja veementemente rechaçada pelos brasileiros de bem e pelas vozes honestas ainda audíveis no Congresso Nacional". Para ler a carta na íntegra clique aqui.

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

http://www.ocongressista.com.br/