Expresso News

[expresso-news] [twocolumns]

Colunistas

[colunistas][bleft]

Entrevistas

[entrevistas] [twocolumns]

Economia

[economia] [bsummary]

Abandono do Maracanã chama atenção internacional e causa revolta carioca



Embora seja uma cidade rica em exemplos de como máquinas governamentais inchadas são fonte de prejuízos, crises e problemas para a população, o Rio de Janeiro nunca se cansa de lamentavelmente nos surpreender com outros episódios de extrema vergonha, ineficácia e atraso. Mas não, não estamos falando do povo carioca, mas sim dos governos cariocas. O atual, o antecessor, os antecessores, os membros do legislativo estadual. Todos, juntos, como uma família, devem ser severamente culpabilizados pelo abandono e pelo péssimo estado que se encontra o Maracanã.

Completamente abandonado, é revoltante ver as condições que se encontra o estádio que recebeu bilhões para ser reformado para as Olimpíadas de 2016 e para a Copa do Mundo de 2014. O suado dinheiro da população, em outrora formando uma montanha de verba pública, se reverteu em lixo, em cadeiras jogadas num canto qualquer, em banners furados e cortados com o vento, em gramado completamente queimado e descuidado, em arquibancada triste, silenciosa e deprimida. Isso, nada mais é do que a eterna equação que sempre tem o mesmo resultado quando o dinheiro da população é transferido em grande quantidade para as mãos de políticos.

Acreditar que algum dia existirá um burocrata bonzinho que saberá usar o seu dinheiro melhor do que você é uma ilusão que chega a ser ingenuidade. A concessão - gambiarra criada para se evitar uma privatização definitiva - maquiou durante um curto tempo, mas não impediu que a verdade viesse à tona: governo não foi feito nem para administrar e nem que para ser locatário de arenas esportivas. Se uma empresa comprasse de forma definitiva o Maracanã, qualquer prejuízo seria exclusivamente um ônus dessa empresa. Mas como aqui no Brasil parece um crime pensar nessa direção, o Maraca continua responsabilidade de burocratas, o que significa que o prejuízo continua sendo de cada um dos cidadãos comuns, sendo que muitos não têm dinheiro nem para pagar suas contas pessoais.

É lógico que tem muita coisa errada no Brasil, mas é impressionante como no Rio a situação sempre é desesperadamente pior.


Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

http://www.ocongressista.com.br/