Expresso News

[expresso-news] [twocolumns]

Colunistas

[colunistas][bleft]

Entrevistas

[entrevistas] [twocolumns]

Economia

[economia] [bsummary]

A mídia faz doações aos democratas. E isto diz muito sobre quem ela defende


Por Pedro Augusto 

Não deve ser nenhuma surpresa ao leitor ver a grande mídia rasgando elogios a Hillary Clinton e ao Partido Democrata, enquanto Donald Trump e os Republicanos são sempre ridicularizados. Olhar os doadores de campanha dos últimos anos de ambos os partidos explicará muita coisa.

Em 2008, quando Barack Obama venceu o republicano Jonh McCain, setores ligados a mídia doaram para as campanhas um total de US$45,6 milhões, dos quais pouco mais 81% deste valor foi para o democrata Obama, e o resto para McCain.

Já nas eleições de 2012, dos US$56,6 milhões doados por setores ligados a mídia, pouco mais de 78% foi para Barack Obama, e o resto para seu principal concorrente, o republicano Mitt Romney.

Na tabela a seguir você poderá ver os valores doados em vários anos a partir de 1990. Para ver melhor como há sempre um lobby em relação aos Democratas, saiba que os anos de disputa à presidência que estão na tabela foram 1992 e 1996, com vitória do democrata Bill Clinton; 2000 e 2004, com vitória do republicano George W. Bush; 2008 e 2012, com vitória do democrata Barack Obama e 2016, sendo que ainda estamos na corrida presidencial.



Mídia patrocinando Hillary Clinton

Dentre os doadores de campanha da democrata, há a Dream Works SKG, que doou pouco mais de US$ 2 milhões. A empresa hoje pertence a Comcart, que pertence a NBC Universal, dona da NBC News, um dos grandes canais de jornalismo norte-americano e que são tradicionais defensores dos Democratas.

Outra que também doou foi a Newsweeb, um valor de US$ 5 milhões. A empresa também pertence a NBC Universal.

Outras doações aos Democratas por parte da mídia 

Na última eleição à presidência, em 2012, subsidiárias e membros da Time Warner, que é dona da rede CNN (tradicional defensora dos Democratas), HBO e Waner Bros, doaram US$ 447,5 mil de dólares à campanha de Barack Obama.

No mesmo ano, a Walt Disney Co, dona da Disney, da ESPN e da ABC News, outra grande defensora dos Democratas, doou um total de US$ 369,5 mil a Obama.

Em 2004, a Time Waner doou para o candidato à presidência John Kerry US$ 23,5 mil

A Media Matters for America financiada por doadores dos Democratas 

Criada em 2004 pelo jornalista e ativista político David Brock, esta ONG que, é poderosíssima nos EUA, se diz uma "monitora, analista e corretora da mídia 'conservadora' norte-americana", ou seja, da Fox News.

Este grupo que dá um certo "tom" à mídia mais à esquerda da América, teve como seus primeiros financiadores a New Democract NetWork, um tink tank Democrata, e a MoveON, outra ONG de esquerda que consegue doações à candidatos de mesma ideologia. O total doado por ambos os grupos foi de US$ 2 milhões.

Outro que também já fez doações generosas a ONG é George Soros, que já doou este ano mais de US$ 7 milhões de dólares à campanha de Hillary. Ele já é um conhecido doador de políticos dos democratas. Para a MMFA, Soros já doou US$ 1 milhão.

Concluindo

Após estas informações, fica mais fácil entender por que grande parte da mídia dos EUA é tão crítica aos Republicanos e principalmente a Donald Trump.

Quem algum dia já procurou ver algum discurso ou entrevista do empresário republicano, já reparou que os jornais sempre desvirtuam as suas frases para causar uma péssima impressão sobre ele e favorecer, claro, os Democratas. Porém, para eles, infelizmente isto não está funcionando, afinal, muita gente está acordando e vendo este complô entre mídia e política para guiar a opinião pública.

Isto é uma vergonha para o jornalismo, pois ele deveria informar, e não induzir de forma tão desonesta a opinião pública visando interesses dos grandes conglomerados da comunicação.

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.