Expresso News

[expresso-news] [twocolumns]

Colunistas

[colunistas][bleft]

Entrevistas

[entrevistas] [twocolumns]

Economia

[economia] [bsummary]

10 massacres impedidos por pessoas armadas

Por Pedro Augusto

1) Trem em Amsterdã


Em 22 de setembro de 2015, dois militares norte-americanos que estavam à paisana, impediram um massacre na Holanda. Os militares detiveram o marroquino Ayoub El Kahzzani, de 26 anos, que era vigiado pelo serviço secreto do país. Ele portava um fuzil automático Kalashnikov, uma pistola e uma faca. Um passageiro e um dos militares ficaram feridos.

2) Tiroteio no baile da Escola de Parker


Em 24 de abril de 1998, um aluno da Escola Parker, nos Estados Unidos, entrou com uma pistola .25. Ele matou um professor e um aluno e feriu mais dois estudantes. Tudo só parou porque o dono do local, James Strand, pegou sua espingarda e negociou com o jovem por 11 minutos a largar a arma.

3) Mystic Strip Club


Em 11 de janeiro de 2014, Thomas Elliott Hjelmmeland após ter a sua entrada recusada no local por péssimo comportamento e comentários racistas, voltou com uma arma e uma máscara de halloween. Ele matou três pessoas e foi impedido de fazer mais vítimas porque Jonathan Baer, que estava lá, sacou uma arma que levou escondido e matou Hjelmmeland.

4) Tiroteio no Colégio Pearl


Em 1 de outubro de 1997, Luke Woodham após espancar e esfaquear sua mãe até a morte foi a sua escola e matou dois alunos. Mais mortes só não aconteceram porque o diretor da escola, Joel Myrick, pegou sua pistola e impediu que o jovem atravessasse a rua rumo a uma outra escola.

5) Obra em Austin, Texas


Em 30 de abril de 2014, um ex-funcionário chegou ao local atirando contra quem trabalhava ali. O tiroteio só parou porque o contramestre do local sacou sua arma e trocou tiros com o criminoso.

6) Hospital Mercy Fitzgerald


Em 25 de julho de 2014, um paciente de uma clínica psiquiátrica abriu fogo contra um funcionário. Ele foi impedido de matar mais gente pelo seu médico, Lee Silverman, que pegou uma arma que mantinha escondida e matou o criminoso.

7) Salt Lake City, Utah


Em 12 de fevereiro de 2007, Sulejman Talovic matou cinco pessoas e feriu outras quatro em uma praça pública. Ele tinha uma espingarda e munição na mochila e foi parado por um policial que estava fora de serviço, Kenneth Hammond.

Hammond ouviu os tiros e foi ao local onde esteve momentos antes em um jantar de dia dos namorados.

8) Tiroteio na igreja New Life


Em 9 de dezembro de 2007, Matthhew Murray, de 24 anos, abriu fogo contra os fiéis que estavam no estacionamento. Ele foi parado e se matou após trocar tiros e ser ferido pelo ex-policial Jeanne Assam que estava no local.

9) Igreja Batista Freewill


Em 25 de março de 2012, Aron Guyton estava na igreja quando viu outro membro, Jessie Gates, puxando sua espingarda de seu carro. Guyton trancou a porta da igreja, mas Gates conseguiu derruba-la e deixou o reverendo e outros fiéis na mira da arma. Guyton sacou a arma que ele tinha escondido. Guyton negociou e o reverendo conseguiu pegar a arma de Gates.

10) Tiroteio na Appalachian School of Law


Em 16 de janeiro de 2012, o estudante nigeriano de 43 anos, Peter Odighizuwa, chegou ao campus com uma arma. Dois policiais que eram estudantes de lá ao ouvirem tiros, correram para seus carros e ordenaram que Odighizuwa largasse sua arma. Três pessoas morreram e outras três ficaram feridas.

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

http://www.ocongressista.com.br/