Expresso News

[expresso-news] [twocolumns]

Colunistas

[colunistas][bleft]

Entrevistas

[entrevistas] [twocolumns]

Economia

[economia] [bsummary]

A Fuga das galinhas


Por Ricardo Vitorino do Nascimento

Nos últimos meses, muitas coisas estão acontecendo no cenário político brasileiro. Toda semana uma nova fase da operação 'Lava jato'. Todo dia uma notícia nova, novos conflitos, novas manifestações, novos protestos. Toda noite vamos dormir nos perguntando 'será que vão prender o Lula?'. Todo dia acordamos e olhamos as notícias pra ver se Dilma renunciou etc.

Estes acontecimentos tem um aspecto positivo. Podemos dizer que a sociedade ficou mais 'vigilante'. Mas tem um lado (ou mais de um) ruim também.

1º Há uma abundância de notícias e a maior parte delas é falsa, seja por pura desinformação ao espalhar boatos de conversas como na brincadeira do 'telefone', seja por 'desinformantes' profissionais plantando falsas informações e a 'direita' (leia-se anti-esquerda) caindo como um patinho todas as vezes!

2º Baseado em boatos ou desinformação, muitos se comportam como galinhas em fuga, histéricas, em pânico. Acho que é de senso comum que o pânico em situações de sobrevivência não ajuda em nada, apenas atrapalha. Então vamos ver algumas situações e analisá-las à luz da razão.

Por exemplo, disseram que havia desembarque de tropas militares russas e americanas em território brasileiro. De fato, há um treinamento da Marinha brasileira em conjunto com a 4º Frota do Atlântico Sul da Marinha Norte-Americana (da qual o Brasil possui apoio incondicional!), que está com seu porta-aviões no RJ. Este treinamento já estava previsto, faz parte do calendário de treinamentos militares de ambos países que atuam em conjunto.

Quanto as tropas russas, até o presente momento, não consegui comprovar nada, a não ser que consideremos os atletas olímpicos! Sim, é exatamente isto, atletas olímpicos dos USA, Rússia e de demais países estão chegando ao Brasil para aclimatação e treino para as Olimpíadas. E o Brasil não é o único a ter atletas militares, pelo contrário copiou esta pratica da Russia, USA, Franca etc. Então é bem possível que toda esta histeria seja por causa de atletas!

Mas, ok! Vamos considerar a possibilidade que que tropas russas e americanas estejam aqui para uma eventual guerra. Isso faz sentido? Vamos ver. Pegue por exemplo a Síria. Há quanto tempo está em guerra civil contra o ISIS? Quais os atores que têm lutado nesta guerra? De um lado Bashar Al Assad apoiado pela Rússia e Irã. De outro lado, uma coalizão ocidental formada por membros da OTAN incluindo os USA, alem de dissidências muçulmanas e grupos rebeldes locais. 

A Rússia tem interesse econômico imediato, é a maior fornecedora de gás para a Síria e defende a permanência do presidente do país. Os USA e a coalizão ocidental também têm interesses (não tão claros) na região e querem a deposição do 'ditador' Assad. A Europa sofre diretamente com o fluxo de refugiados para dentro de suas fronteiras.

Agora me respondam: USA e Rússia entraram em guerra? Teve inicio a terceira Guerra Mundial? Não? Mas vocês acham que um golpe de Estado da direita ou da esquerda na América Latina vai fazer com que duas potências nucleares deflagrem a terceira Guerra? Isso faz sentido?

No auge da Guerra Fria, quando Cuba era um satélite de Moscou, na famosa crise dos mísseis que os soviéticos haviam instalado na baía dos porcos em Cuba, e Che Guevara ordenou que os apontassem pra Miami, Kruschev ao saber disso ordenou que se retirassem os mísseis. E Che o chamou de covarde! Se nem naquela época, naquelas condições, naquele contexto eles fizeram algo assim, não vai ser agora com mais um tiranete latino americano dando um golpe, como já é tradição na região (Chaves, Evo, Correa etc), que eles irão fazer!

Podemos e devemos estar atentos e vigilantes. Mas isso inclui também saber separar a informação válida dos boatos e desinformações. Pânico e histeria nesta hora só atrapalha.

E de uma vez por todas entendam: as Forças Armadas não estão contra o povo! 

Nenhum comentário:

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.