Expresso News

[expresso-news] [twocolumns]

Colunistas

[colunistas][bleft]

Entrevistas

[entrevistas] [twocolumns]

Economia

[economia] [bsummary]

A incoerência dos socialistas de iPhone


Por Luis Henrique

"Não é porque eu sou socialista que eu não posso ter um iPhone".

A frase acima é um "argumento" bastante utilizado por esquerdistas que criticam o sistema econômico capitalista. Entretanto, utilizam muito dos produtos fabricados e criados pelo mesmo.

E sim, um socialista não pode comprar um iPhone sem ao menos ser intitulado de hipócrita, pois, comprando um iPhone, ele acabará por financiar uma multinacional privada que é a Apple. Uma empresa que, segundo a lógica deles, se alimenta e lucra através da "exploração".

Comprando um iPhone, você estará financiando a empresa e subsidiando a sua existência, o que entra numa linha contraditória, devido ao fato dos esquerdistas serem contrários à iniciativa privada.

No máximo, um esquerdista deve ter produtos produzidos pelo o Estado, e fornecidos "gratuitamente" a população, pois ao comprar produtos da iniciativa privada estará financiando empresas que visam somente o lucro.

SEJA SOCIALISTA DE VERDADE! E utilize produtos produzidos apenas fornecidos pelo Estado, que foram feitos através de impostos. E isso não vale somente para o iPhone, serve também para todos os tipos de produtos fabricados e vendidos pelos capitalistas "malvadões" que só visam o lucro de suas empresas.

Apesar de sabermos que o Estado não produz tudo atualmente, não é financiando o sistema capitalista que alguém obterá êxito no projeto socialista. É como querer enfraquecer o leão alimentando-o com proteína regularmente.

2 comentários:

  1. Cara, realmente pode ser visto como hipocrisia essa atitude de financiar aquilo que criticam. Por outro lado, não há opções dessas coisas produzidas pelo Estado, e aí fazer o que?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conrado, não há opções porque não é possível para o Estado produzir tudo o que precisamos. Isso significa que o Estado tem que encurtar seu raio de ação na economia e permitir que a iniciativa privada dê esse suporte de consumo de bens aos indivíduos. Logo, não faz sentido os esquerdistas fazerem propaganda contra as empresas e os empresários ao mesmo tempo que eles mesmos gostam de usufruis daquilo que é fabricado por esses supostos "vilões".

      Excluir

Os comentários ofensivos e anônimos serão apagados. Daremos espaço à livre manifestação para qualquer pessoa desde que não falte com o respeito aos que pensam diferente.

http://www.ocongressista.com.br/